Review – INFERNAL BIZARRE “Medium”

Banda: INFERNAL BIZARRE

Título: “Medium”

Editora:

Data de Lançamento: .2018

Oriundos da Polónia os INFERNAL BIZZARE são uma banda de thrash/death metal. A sua história começa em 2012 na cidade de Łowicz um pouco depois em 2015 lançam o seu primeiro EP intitulado “Proemteusz”.

Agora no fim de 2018 lançaram o seu primeiro longa duração intitulado “Medium”, que apresenta uma clara evolução em toda a linha musical da banda, apresenta um som mais maduro e cuidado.

Este trabalho continua na linha sonora que tem orientado a banda ao longo dos seus anos de existência que são o thrash/death metal .

Um som poderoso com boas passagens de ritmo sem deixar quebra a continuidade de rifft´s, uma bateria bem poderosa e com a voz de Kamil “Sledzik” Szkup no bom estilo de Death Metal fazem deste álbum um trabalho obrigatório para todos os que gostam deste género.

Ao longo das 8 faixas que se dá a conhecer aqui

1. Alienacja / Alienation 04:55

2. Medium 04:49

3. Zjawa / Spectre 04:40

4. W Imię Wiary / In The Name of Faith 04:33

5. Reinkarnacja / Reincarnation 03:16

6. Chora Krew / Sick Blood 03:04

7. Wrogowie Jutra / Enemies of Tomorrow 06:24

8. Ostatnia Wyprawa / Final Journey 08:13

O álbum tem pontos altos e baixos mas nunca deixando cair a vontade de continuar a ouvir, é realmente muito agradável e dá muitos e longos minutos de bom som para ouvir sem esforço.

É um álbum que aconselho vivamente a ouvir e gostar.

A banda é composta por :

Marcin Węglarek – electric guitar 

Piotr Florczak – drums 

Dawid Pawlata – bass 

Piotr Nastarowicz – electric guitar, accoustic guitar 

Kamil Szkup – vocal

Ainda há trabalho pela frente mas é promissor.

apontamentos tecnicos:

Music and arrangements – Infernal Bizarre 

Lyrics – Marcin Węglarek, Kamil Szkup 

Production – Infernal Bizarre, Paweł Janos Grabowski 

Recorded in JNS Studio in Warsaw, on 7-9 May 2018 (drums) and 6-9 August 2018 (vocals and guitars) 

Mix and Mastering – Paweł Janos Grabowski JNS Studio 

Cover – Marcin ‘St.Chaos’ Studziński 

Nota: 8,5/10

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *